As sete cidades do Apocalipse

Vestígios bíblicos em pedra

altNa Ásia Menor, a atual Turquia, prosperaram no século I as primeiras igrejas (comunidades de cristãos), que o evangelista João menciona no livro bíblico do Apocalipse. As suas ruínas, algumas muito bem conservadas, são um importante património arqueológico e um genuíno atrativo turístico.

Escreve num livro o que vês e envia-o às sete igrejas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodiceia." Esta frase, que figura no Apocalipse, ou Livro das Revelações, representa a tarefa que Jesus Cristo atribuiu ao seu discípulo João de Patmos, mais conhecido como João Evangelista, para que advertisse os fiéis desses lugares para se manterem na fé e se afastarem do pecado. As citadas sete igrejas eram as primeiras comunidades cristãs, situa-das noutras tantas cidades da Ásia Menor, na costa oeste da Anatólia, face ao mar Egeu, que na altura eram parte da Grécia dominada pelo Império romano, e hoje integram a Turquia.

Na realidade, embora no século I da nossa era, quando foi escrito o Apocalipse, houvesse na província romana da Ásia Menor mais de sete congregações de cristãos, os especialistas creem que S. João escolheu este número por simbolizar a plenitude e a perfeição. As mensagens que o evangelista enviou a cada comunidade variaram em função do comportamento dos seus fiéis. Sardes e Laodiceia foram brandidas como lugares de perdição. Éfeso, Pérgamo e Tiatira receberam reprovações mais leves. Esmirna e Filadélfia, humildes e perseguidas, foram elogiadas. Ao longo da história posterior, todas caíram, mais tarde ou mais cedo, nas mãos dos turcos otomanos. Os vestígios que delas restam, em alguns casos mesmo no centro das cidades modernas, constituem um tesouro arqueológico de primeira ordem.

altIncluída pela Unesco, em 2015, na lista do Património Mundial da Humanidade, Éfeso conserva o conjunto monumental mais importante: ainda se podem admirar o grande teatro e a fachada da biblioteca. De Pérgamo, que foi uma potência comercial da Antiguidade, exportadora de perfumes, óleos e pergaminhos, resta parte da acrópole. Laodiceia, a seis quilómetros da atual Denizli, exibe com orgulho o estádio, o anfiteatro, a cisterna, o aqueduto, os banhos termais e o ninfeu. Em Sardes, podem ver-se restos do templo de Artemisa e ruínas da época bizantina. Filadélfia (o último reduto cristão grego da Anatólia tomado pelos otomanos, em 1390), Tiatira e Esmirna foram mais absorvidas pelo urbanismo recente, mas os arqueólogos continuam a trabalhar para trazer à luz o seu passado esplendor.

L.O.

 

SUPER 224 - Dezembro 2016

Leia a SUPER numa das nossas versões digitais:

http://www.superinteressante.pt/digital

 

alt


( 0 Votos )
 

Últimas publicações

GuiaTV

Escolha abaixo o canal.

Canal:

Data:

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.