Por Máximo Ferreira, diretor do Centro Ciência Viva de Constância.



O enxame aberto das Plêiades

altNa mitologia grega, o grupo de estrelas vulgarmente designado por "sete estrelo" ou "Plêiades" eram as "sete irmãs" que Zeus salvou da perseguição de Orion, transformando-as num grupo de pombas celestiais. No céu, elas estão relativamente perto do pai (Atlas) e da mãe (Plêione), sendo Alcyone a mais brilhante.


( 0 Votos )
 
Caça aos asteroides

altEstima-se que seja superior a cem mil, o número de asteroides com brilho suficiente para poderem ser detetados por telescópios instalados em terra, sendo – na sua maioria – menores do que um quilómetro! Grande parte deles orbita o Sol a distâncias entre 2 e 3,5 unidades astronómicas (300 a 500 milhões de quilómetros), o que corresponde à região designada por "cintura de asteroides", situada entre Marte e Júpiter.


( 0 Votos )
 
Astrofesta 2016

altComeçou em 1994 e, desde então, todos os anos se repete o evento concebido com o objetivo de estabelecer um "momento" anual em que astrónomos amadores e profissionais se dispõem a partilhar conhecimentos e equipamentos com centenas de curiosos que, por ocasião das férias de verão, se passeiam pelo país, dispostos a visitar museus e a participar em atividades ligadas à natureza ou a outras áreas do conhecimento, geralmente diferentes das respetivas áreas profissionais.


( 1 Voto )
 
Solstício e relógios de Sol

altVai-se tornando tradição, pelo menos em Portugal, dedicar o dia do “solstício de verão” (21 de junho) a um instrumento muito antigo e cujo uso prático está quase completamente abandonado.


( 0 Votos )
 
Chuva de meteoros

altEmbora sejam mais observadas as "estrelas cadentes" de agosto, o certo é que o fenómeno apresenta intensidade idêntica em dezembro e em outubro. No entanto, a "chuva" de novembro – embora com número inferior de meteoros por hora – oferece, por vezes, algumas surpresas que, uma ou outra vez, fizeram dela a mais espetacular de todas.


( 0 Votos )
 
Ultrapassagens celestes

altÉ sabido que todos os planetas do Sistema Solar giram em volta do Sol, no movimento designado por "translação". No entanto, por razões ligadas à génese de sistemas planetários em torno de estrelas, os planetas movem-se tanto mais rapidamente quanto mais próximas do corpo central forem as respetivas órbitas, facto que seria matematizado pelo astrónomo alemão Johannes Kepler, em 1619, na forma do que ficou conhecido pela "terceira lei de Kepler".


( 0 Votos )
 
De Lisboa a Santiago, em 1497

altJá anteriormente se havia navegado várias vezes até latitudes para além do equador, mas, desta vez, tratava-se da missão muito especial de prolongar a viagem até à Índia. Na armada de Vasco da Gama,
que largou do Tejo no sábado dia 8 de julho de 1497, seguiria, na primeira parte da viagem, o experimentado Bartolomeu Dias, que, cerca de dez anos antes, tinha cumprido trajeto idêntico, um pouco para além do Cabo da Boa Esperança.


( 0 Votos )
 
Eclipse total da Lua

altSerá ainda este mês que Portugal poderá ver o último dos quatro fenómenos mais interessantes determinados pelas circunstâncias físicas e dinâmicas dos três astros intervenientes (Sol, Terra e Lua) para este ano de 2015. Na madrugada de 28 de setembro (quinze dias depois de ter participado no eclipse parcial do Sol, não visível de Portugal, e, antes disso, nos de 4 de abril e 20 de março), a Lua vai esconder-se na sombra da Terra durante algumas horas, convidando amadores e curiosos a observar não só os momentos mais importantes do fenómeno (entrada na penumbra e na sombra, início e fim da fase de totalidade, saída da sombra e da penumbra) mas também as colorações diferentes que apresentará ao longo de todo o acontecimento.


( 0 Votos )
 


Pág. 1 de 8

GuiaTV

Escolha abaixo o canal.

Canal:

Data:

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.