Astrofesta 2016

altComeçou em 1994 e, desde então, todos os anos se repete o evento concebido com o objetivo de estabelecer um "momento" anual em que astrónomos amadores e profissionais se dispõem a partilhar conhecimentos e equipamentos com centenas de curiosos que, por ocasião das férias de verão, se passeiam pelo país, dispostos a visitar museus e a participar em atividades ligadas à natureza ou a outras áreas do conhecimento, geralmente diferentes das respetivas áreas profissionais.

A astronomia é muitas vezes considerada uma das mais interessantes ciências para esse fim, não só por abordar assuntos relacionados com a contemplação do céu e dos objetos que nele são mais ou menos evidentes, com histórias e lendas que, desde a antiguidade, lhe foram associadas, com técnicas e equipamentos que permitem perceber pormenores que escapam aos olhos humanos ou com os modernos conhecimentos alcançados por investigadores apoiados em sofisticadas tecnologias, mas também porque pode envolver, simultaneamente, áreas tão diversas como história, literatura, física, matemática, informática, eletrónica, biologia, geografia, saúde e muitas outras.

Não admira, por isso, que pessoas e entidades dedicadas ao estudo dos efeitos (para os cidadãos em geral) de uma cultura científica nas capacidades de compreensão das tecnologias que invadem progressivamente os lares, os meios de transporte, a agricultura, as indústrias, os meios de diagnóstico e tratamento de doenças, e quase todos os domínios da vida quotidiana, tivessem percebido a necessidade de implementar programas de aplicação formal e informal que evitassem um distanciamento cada vez maior entre os cidadãos e as tecnologias que (quase inconscientemente) utilizam e que, simultanea-mente, contribuíssem para a capacidade de perceção da aplicabilidade de certas ciências, do que resultará – pensa-se – menor inibição de intervenção cívica nos mecanismos que altconduzem a decisões políticas de desenvolvimento de ciências e tecnologias diretamente relacionadas com a vida das sociedades, bem como no entendimento da aplicação dos impostos a que são obrigadas.

A astronomia tem servido para colocar cidadãos comuns e investigadores em convívios descontraídos, dos quais resultam interesses de aplicação de tempos livres na utilização de instrumentos para ver astros ou captar radiações não visíveis pelos olhos humanos, na utilização de meios informáticos em simulações ou captação e guarda de imagens astronómicas e, simultaneamente, passear pelo país, seguindo um roteiro de locais e datas em que, a par da contemplação de patrimónios locais, se pode participar em observações do céu ou em palestras e apresentações sobre temas astronómicos.

A XXIII Astrofesta vai decorrer em Arcos de Valdevez, mais propriamente na Porta do Mezio, um local na periferia do Parque Nacional da Peneda-Gerês, com muito boas condições de céu (limpo e sem poluição luminosa), parque de campismo, instalações para palestras e atividades práticas, e amplos espaços para colocação de telescópios e outros instrumentos de observação (coordenadas: 41º 53' 05" N, 8º 18' 48" W). São várias as palestras e diversificados os temas que serão abordados por astrónomos amadores e astrofísicos (um deles jovem investigador português numa universidade inglesa), ao longo de todo o sábado, 6 de agosto, e não faltará, na manhã do mesmo dia, o já habitual "minicurso de astronomia", para quem pensa que nada sabe do assunto.

 

SUPER 220 - Agosto 2016

Leia a SUPER numa das nossas versões digitais:

http://www.superinteressante.pt/digital


( 1 Voto )
 

GuiaTV

Escolha abaixo o canal.

Canal:

Data:

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.