O enxame aberto das Plêiades

altNa mitologia grega, o grupo de estrelas vulgarmente designado por "sete estrelo" ou "Plêiades" eram as "sete irmãs" que Zeus salvou da perseguição de Orion, transformando-as num grupo de pombas celestiais. No céu, elas estão relativamente perto do pai (Atlas) e da mãe (Plêione), sendo Alcyone a mais brilhante.

Ao longo de séculos, o "enxame das Plêiades" não deixou de encantar quem o contemplou, primeiramente à vista desarmada e, após o aparecimento dos telescópios, com instrumentos óticos que, naturalmente, maravilhavam quem, com tais recursos, se podia imaginar muito mais perto daqueles longínquos pontos luminosos. Os olhos (normais) dos humanos conseguem ver seis ou sete estrelas, mas há registos de observadores que, em condições excecionais da atmosfera, identificaram onze ou mais. Com binóculos ou telescópios de fraca ampliação (grandes ampliações separam as estrelas de tal modo que se perde a noção de "enxame", com apenas duas ou três estrelas no campo do telescópio), o número de estrelas aumenta consideravelmente. Em finais do século XVII, um pequeno telescópio permitiu contar mais de 70 e, em 1876, uma fotografia realizada no Observatório de Paris registou 625. Com o aperfeiçoamento de técnicas fotográficas e, mais recentemente, com o recurso a câmaras digitais, alcançam-se mais de 2000 estrelas no campo dos telescópios, embora seja tido como certo que apenas um pouco mais de duas centenas farão parte do enxame. As outras aparecem muito menos luminosas e a determinação de distâncias indica que se encontram muito mais longe do que os "modestos" 400 anos-luz que nos separam do verdadeiro enxame estelar.

altAs nove estrelas mais brilhantes do enxame ocupam uma região da esfera celeste pouco superior à que a Lua Cheia pode "tapar", embora seja certo que essa área vai diminuindo progressivamente, ao longo dos milhares de anos. A idade que, atualmente, se estima para todas elas é da ordem de 20 milhões de anos, o que faz com que se considerem "muito jovens", admitindo-se até que os gases facilmente visíveis em redor de algumas são sinal de que ainda não terminaram a fase de acreção do material à sua volta e mesmo que poderão existir entre elas alguns pontos onde, recentemente, se formaram novas estrelas. As de maior brilho estão concentradas numa região com cerca de 7 anos-luz, o que, associado à relativamente pequena distância a que se encontram de nós, dá ideia de uma separação considerável entre elas, razão por que o conjunto é designado "enxame aberto".

A análise espectral destas jovens estrelas tem revelado não só a composição química própria de astros em que a fusão nuclear na sua parte central se iniciou há poucos milhões de anos, mas também as velocidades de rotação de algumas delas, os movimentos próprios e ainda algumas surpresas. Por exemplo, Alcyone apresenta maior brilho por ser cerca de dez vezes maior do que o Sol e irradiar aproximadamente mil vezes mais energia! Pleione parece ter uma vida atribulada na sua atmosfera e roda cem vezes mais depressa do que o Sol, o que significa executar uma rotação em cada 15 minutos!

 

SUPER 224 - Dezembro 2016

Leia a SUPER numa das nossas versões digitais:

http://www.superinteressante.pt/digital


( 0 Votos )
 

GuiaTV

Escolha abaixo o canal.

Canal:

Data:

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.