UA constrói «fórmula 1» da monitorização topográfica

altEsqueça a imagem dos levantamentos topográficos realizados a pé, metro a metro, hora a hora, a passo de caracol e com elevados custos. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) acaba de desenvolver um sistema de caracterização topográfica muito mais rápido, barato e eficaz quando comparado com o tradicional método.

A acrescentar a todas estas vantagens, o «sistema integrado de alta resolução para monitorização topográfica» mantém a elevada precisão do rigoroso método realizado a pé. Instalado num todo o terreno, que pode ser uma vulgar motoquatro, o aparelho da UA consegue caracterizar uma média de 30 a 40 hectares por hora.

O «fórmula 1» da monitorização topográfica integra recetores GPS e um distanciómetro laser. Este último equipamento permite calcular a distância entre as posições obtidas pelos recetores GPS e a superfície do terreno. O sistema, preparado essencialmente a pensar em grandes extensões de terreno, permite ainda que todos os dados sejam recebidos numa unidade de sincronização da informação a partir da qual os dados são processados, podendo este sistema funcionar em qualquer parte do globo por quem tem de decidir. A equipa de investigadores da UA quer que, por exemplo, gestores das orlas costeiras ou responsáveis por obras que exijam grandes e precisos estudos de terreno tenham ao dispor informações precisas sobre o terreno onde querem agir.

Foi precisamente a pensar na monitorização da orla costeira que a equipa de investigadores do Instituto de Telecomunicações e do Centro de Estudos do Ambiente e do Mar da UA desenhou e concebeu o inovador sistema. Paulo Baganha Baptista, coordenador do projeto e especialista em Ecossistemas Marinhos e Modelação, garante que «este tipo de sistema de levantamento topográfico permite, a partir dos modelos digitais de terrenos, extrair inúmeros dados que podem ser usados de forma imediata pelos gestores de litoral».

Face ao grave cenário de erosão costeira que assola diversas zonas do litoral português, Paulo Baganha Baptista aponta que «conhecer exatamente as variações morfológicas dos terrenos costeiros ao longo do tempo é fundamental para tomar decisões acertadas» na defesa, principalmente, das zonas que têm frentes urbanas expostas ao avanço do mar.

O mercado africano, nomeadamente o dos países de língua oficial portuguesa, onde grandes obras avançam todos os dias, é outro dos horizontes que a equipa quer monitorizar.


( 1 Voto )
 

Últimas publicações

Publicações relacionadas

GuiaTV

Escolha abaixo o canal.

Canal:

Data:

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.